Este serviço integra a Clínica Social!
Mais informações aqui.



Faça o download do folheto
informativo aqui.



APOIO FAMILIAR NA DEFICIÊNCIA


Reconhecendo o nascimento de um filho como um dos acontecimentos mais importantes e marcantes na vida dos indivíduos e da família, urge refletir a vivência da matriz relacional familiar quando a diferença dá lugar ao acontecimento “normativo” no ciclo de vida de uma família. A diferença pode afetar a organização estrutural dum sistema familiar, decorrente das mudanças e desafios impostos pela nova realidade, tais como: o momento da notícia, a atitude dos profissionais; e a conciliação das expectativas e das exigências pessoais, relacionais, sociais, familiares e profissionais. Desta forma, o Serviço de Apoio Familiar na Deficiência do IPNP visa promover um apoio especializado aos pais, familiares e cuidadores de indivíduos portadores de deficiência, criando um ambiente reflexivo e relacional sobre os desafios e mudanças inerentes às trajetórias familiares pautadas pela diferença.


Público-Alvo

Pais e mães, familiares e cuidadores dos indivíduos portadores de deficiência.


Consulta de Aconselhamento Parental 

A Consulta de Aconselhamento Parental pretende disponibilizar aos pais um espaço de reflexão e apoio emocional nos desafios e mudanças inerentes à vivência da diferença no sistema relacional familiar e aos desafios das trajetórias desenvolvimentais e familiares na deficiência.


Sessões de Grupos de Ajuda Mútua 

Os grupos de ajuda mútua pretendem disponibilizar, aos pais e familiares do indivíduo portador de deficiência, um espaço promotor da partilha de experiências, informações, opiniões, vivências e sentimentos, proporcionando, a cada um dos elementos, a experiência de relações de suporte positivas.


Sessões (In)formativas 

As Sessões (In)formativas pretendem promover formação especializada na área da deficiência a profissionais, com especial incidência em temas como, por exemplo, a adaptação da família à vivência da diferença (o momento da notícia, expectativas versus exigências da deficiência na esfera familiar), o papel dos profissionais no trabalho com a deficiência, sexualidade na deficiência, entre outros.