"É necessário suspender crenças e padrões de valoração para bem pensar, pensar de novo."
António Coimbra de Matos


SUPERVISÃO CLÍNICA


PSICOLOGIA

A supervisão clínica é incontornável para todos os profissionais de Psicologia, devido à sua importância na formação dos mesmos como psicólogos e terapeutas aptos a exercerem a sua profissão, e constitui também a forma de garantir que o paciente receba um tratamento competente.

Consequentemente, em vários países, é obrigatório que a prática clínica seja supervisionada para trabalhar como psicoterapeuta.

Em Portugal, à falta de legislação adequada, a procura de supervisão nasce da sensibilidade de cada psicólogo para as suas próprias necessidades no seu processo de aprendizagem, para o processo de construção da sua própria identidade como terapeuta, e também para a especificidade transformadora do vínculo terapêutico no sentido das necessidades desenvolvimentais dos seus pacientes.

Com o objectivo de fornecer apoio para desenvolver o pensamento clínico, para escutar o paciente, observar e compreender o que ocorre na sessão, e formular conclusões e interpretações, dispomos de supervisores especializados, de orientação psicodinâmica e psicanalítica.

Supervisora: Valéria Sousa-Gomes


TERAPIA DA FALA


O Instituto de Psicologia e Neuropsicologia do Porto desenvolve também sessões de Supervisão Clínica em Terapia da Fala. Este serviço prioriza a aprendizagem continuada, concretizada através de reuniões clínicas que serão orientadas por uma profissional com experiência alargada em clínica e na integração da evidência científica com a prática terapêutica.

Estas sessões são mensais, em grupos de 6 terapeutas da fala (e/ou estagiários em Terapia da Fala), com a duração de 2h30, para a apresentação pelos participantes de casos clínicos e respetiva discussão clínica. As sessões serão estruturadas seguido as linhas de necessidades apresentadas pelo grupo. 

Os objetivos são incitar a confiança nas práticas clínicas complexas, fortalecer conhecimentos, desenvolver o conceito de condutas reflexivas e de consciência, num espaço de partilha de experiências e de procura conjunta de respostas. Assumir-se-á o compromisso do grupo em salvaguardar a confidencialidade de toda a informação cedida.

Supervisora: Eva Bolle Antunes